terça-feira, 4 de agosto de 2009

Eu e os crocodilos


Este é um post em resposta a um comentário que fizeram neste blog, à séculos atrás, mas só agora é que me chamaram a atenção para ele. Sinceramente não me lembrava de o ter lido, já nem sei se foi porque não o vi ou se foi porque não lhe dei importância na altura.

Porque estou a dar importância agora?

Deve ser porque não tenho mais nada para fazer, por isso aqui vão umas “bacoradas” (estou mesmo a ver que isto vai dar azo a mais umas piadolas) das minhas.

1º Já alterei o perfil dos comentários, para não aceitar comentários de anónimos. Claro que qualquer um se pode esconder por trás de um nick (mesmo estando connosco no dia a dia se escondem por trás de máscaras, parecendo o que não são), mas deste modo sempre terá o trabalho de criar uma conta de email e um registo em qualquer sitio. Assim, talvez pense duas vezes antes de cuspir veneno por onde passa.

2º O facto de chamar croco à minha alma gémea nada tem a ver com o animal em si. A palavra está vazia do seu sentido literal, pois surgiu de uma associação de palavras em consequência de uma piada interna de adolescentes apaixonados. Como tal nunca me vi como uma croca, foi de facto a primeira vez que pensei no assunto.

3º Com tanta conversa sobre crocos machos e fêmeas levou-me a pesquisar para saber se descobria mais alguma coisa sobre estes animais. Descobri esta informação na Wiquipedia:

“Desde a antiguidade clássica, difundiu-se o mito de que os crocodilos emitem um som semelhante a um soluço quando atraem as pessoas até sua caverna e, depois de devoradas, deixam cair amargas lágrimas, talvez de compaixão pelo triste destino de suas vítimas. Esta é a origem da expressão "derramar lágrimas de crocodilo", usada para referir-se a quem chora para fingir um sentimento que não é verdadeiro.”

Tantas lágrimas de crocodilo que eu já vi derramadas…

4º Por último, uma informação para esse anónimo, caso ainda passe por cá, me and my croco estamos cada vez melhor, mais próximos e apaixonados :) (não revelo o segredo), por isso estou numa de peace and love, amiguinho ide destilar veneno para outro sitio, porque a inveja é um sentimento muito feio, e mais não digo.


Coitadinho do crocodilo…

PS: As férias estão à porta, hiupppi!!!

Jokas grandes e obrigada a todos os que vão passando por cá e desculpem lá este desabafo.

7 comentários:

  1. Oi Sandra :)
    tem gente para tudo...não ligues os cães ladram e a caravana passa!
    A vida prega tantas partidas...e todos temos telhados de vidro. Era nisso que se deviam focar!!!
    Beijokas e tem uma noite em paz com os Anjos! :)))

    ResponderEliminar
  2. oieee, tudo bem?
    estou verificando com a pessoa pra ver se ela faz um pano de prato parecido com sua gatinha...vamos conversar via email?
    flavia.ricco@apexfil.com.br

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  5. Peço imensa desculpa, mas não poderia deixar ficar os vossos comentários. Eu já li e registei.
    Os outros não têm nada a ver com assuntos pessoais.
    Gosto muito de ambos, também ando de coração partido.
    jokas
    Sandra

    ResponderEliminar
  6. Não ligues a essas tretas! :P
    Sê feliz e aproveita cada minuto! :)
    Bjins

    ResponderEliminar
  7. vês...nã sou só eu a mandar vir com os anónimos!
    Nem sei (nem quero saber) o que se passou mas, quem se esconde atrás dum pano opaco, pode não significar nada mas também pode ser um "CROMO" que não queremos nos nossos cantinhos.
    Beijinhos gata!
    TeresaM

    ResponderEliminar